Governo Jair Bolsonaro confirma 22 ministérios, 7 a mais do que prometido

Folhapress  BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O governo de Jair Bolsonaro terá 22 ministérios, 7 a mais do que os 15 prometidos durante a campanha eleitoral. O futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, apresentou na tarde desta segunda-feira (3), a estrutura que será adotada na Esplanada no ano que vem. Dos atuais 29 ministérios, sete deixam de existir: Segurança Pública, Desenvolvimento Social, Trabalho, Cultura, MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Planejamento, Esporte, Integração Nacional e Cidades. Essas pastas foram fundidas com outras, caso de Justiça e Segurança Pública, e…

LEIA MAIS

Trabalho no governo Bolsonaro terá funções divididas entre outros 3 ministérios, diz Onyx

Reuters  BRASÍLIA (Reuters) – O governo de Jair Bolsonaro irá dividir as atribuições do atual Ministério do Trabalho entre as pastas de Justiça, Economia e o Ministério da Cidadania, afirmou nesta segunda-feira o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), em entrevista à rádio Gaúcha. O ministro confirmou que, como havia pedido Bolsonaro, o Ministério do Trabalho, criado em 1930 -primeiro ano de governo de Getúlio Vargas- vai ser extinto e suas secretarias espalhadas por outras áreas de governo. “Uma parte vai ficar com o ministro (Sérgio) Moro, que é…

LEIA MAIS

Bolsonaro ameaça demitir quem o criticar publicamente: ‘Corto a cabeça’

Yahoo Notícias Yahoo Notícias O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta segunda-feira (5) que não vai tolerar críticas públicas de pessoas que fazem parte ou assessoram a equipe do futuro governo. “A decisão que eu tomei, quem criticar qualquer um de nós publicamente (eu) corto a cabeça”, disse ele, em entrevista à Band. A fala foi uma resposta dada depois que o apresentador José Luiz Datena citou reportagem do UOL em que Marcos Cintra, assessor de Paulo Guedes, critica a adoção do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) e defende…

LEIA MAIS

Empresários se queixam de falta de acesso a Bolsonaro

Folhapress IGOR GIELOW, SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Empresários paulistas que deram apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) se queixam da falta de acesso ao agora presidente eleito. Temem perder espaço para suas agendas quando o deputado assumir o governo, em 2019. Na noite de segunda (29), um grupo de 18 nomes de diversos setores vocalizou essa preocupação para a deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), a mulher com maior votação na história das disputas à Câmara no país. Entre os presentes à casa do dono da rede Centauro, Sebastião…

LEIA MAIS

Após queda nas pesquisas, campanha de Bolsonaro muda estratégia

NICOLA PAMPLONA E TALITA FERNANDES,Folhapress RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Uma leve piora para Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas fez com que a campanha mudasse a estratégia. O candidato decidiu aparecer mais e cobrar foco de aliados que estão envolvidos em campanhas estaduais. A decisão foi tomada depois que levantamento feito pelo Ibope, de terça-feira (23), mostrou que o candidato oscilou de 59% dos votos válidos para 57% em relação ao levantamento anterior, do dia 15. Houve também piora na rejeição, que subiu de 35% para 40%, enquanto Fernando…

LEIA MAIS

Evangélicos defendem reforma da Previdência

ANGELA BOLDRINI BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A bancada evangélica lançou nesta quarta-feira (24) manifesto em defesa das reformas tributária e da Previdência, da autonomia do Banco Central e da fusão dos Ministérios da Educação e da Cultura. O “Manifesto à Nação” foi entregue ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) na quinta-feira (18) e também cita temas como escola sem partido, bandeira antiga da Frente Parlamentar Evangélica. “Há uma distorção de algumas pessoas imaginando que uma frente evangélica é apenas para cuidar dos valores espirituais ou da defesa da igreja”, afirmou o presidente…

LEIA MAIS

Haddad: Bolsonaro ‘vai tomar uma surra do povo brasileiro no domingo’

Yahoo Notícias  Em grande comício na cidade de São Paulo na noite desta quarta-feira (24), o candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, fez um discurso otimista para uma multidão no Largo da Batata, zona oeste da capital paulista. De acordo com o petista, a cada entrevista que Jair Bolsonaro (PSL), seu adversário no pleito dá, ele cai mais nas pesquisas. “Pelas minhas previsões, eu sou economista também, como vocês sabem, ele está a duas entrevistas da derrota. Fala Bolsonaro, fala o que você pensa. Se você não quer me…

LEIA MAIS

Vamos acabar com ‘coitadismo’, diz Bolsonaro

Folhapress YALA SENA TERESINA, PI (FOLHAPRESS) – Ao mirar em eleitores do Nordeste na reta final da campanha, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, que irá acabar com a política do “coitadismo” a nordestino, gay, negro e mulher. Segundo ele, as políticas afirmativas reforçam o preconceito. “Isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso”, disse Bolsonaro.…

LEIA MAIS

Haddad chama Bolsonaro ao debate e ex-capitão responde que “quem conversa com poste é bêbado”

Reuters  SÃO PAULO (Reuters) – Adversários no segundo turno da corrida presidencial, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) trocaram farpas em uma rede social nesta terça-feira, com o petista respondendo a uma publicação do adversário chamando-o para um debate e recebeu como resposta que “quem conversa com poste é bêbado”. Haddad respondeu no Twitter a uma publicação de Bolsonaro em que o ex-capitão do Exército classificou de história “para boi dormir” o fato de o petista ter reconhecido erros cometidos pelo seu partido. “Essa história de o fantoche de corrupto…

LEIA MAIS

Datafolha: líderes da pesquisa têm mais rejeição que índice de votos

Yahoo Notícias Yahoo Notícias  A cinco dias da eleição, pesquisa Datafolha mostrou que os dois candidatos mais bem colocados com percentuais maiores de rejeição do que de intenção de voto. É a primeira vez que isso acontece desde 2002. De acordo com a pesquisa divulgada nesta terça-feira (2), Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) chegariam ao segundo turno mais rejeitados do que apoiados pelo eleitorado. Bolsonaro aparece com 32% das intenções de voto e 45% de rejeição. Já Haddad tem 21% das intenções de voto e 41% de rejeição.…

LEIA MAIS